Portal BluIce
Área do Assinante
Se torne um assinante, clique aqui
Voltar

Categorias

O gato perdido

Postado por Murilo Gomes em 03/07/2017 23:55:45

O gato perdido é um conto com um pouco de suspense misturado com humor. Boa leitura!


Em uma noite fria de inverno, havia algo parado na estrada, não dava para definir o que era, estava muito distante de mim. Fiquei ali diante de uma árvore acinzentada, atrás de uma pedra observando e me perguntando: “O que será aquilo?”. Eu via como se fosse uma cabeça, olhava para um lado e para o outro, até fixar seus olhos para cima, era pequeno. Não parecia humano. Será desse planeta?

Quando de repente o que quer que fosse já não estava mais ali. Olhei de novo assustado e me perguntando: “Para onde foi?”

Quando fechei os olhos senti algo roçando meus pés. Congelei por alguns segundos, fazia um barulho estranho! Então, senti algo me puxando e eu não conseguia me mover! Fiquei paralisado. Senti que subia pelas minhas pernas se agarrando nas minhas calças. Naquela hora, apavorado, gritei: “Minha nossa, o que é isso!!!”. Mas, quando vi era apenas o gato de Ana, minha vizinha, que estava perdido, pois não conseguia achar o caminho de volta para casa.

Ana mora ao lado de minha casa, ela é meio estranha. Só sai a noite, nunca a vejo. Apenas escuto o abrir e fechar do seu portão. Sei que seu nome é Ana porque escutei alguém chamando por ela algumas vezes. Mas, nunca a vi pessoalmente.

Levei o gato até sua casa, toquei a campainha, bati na porta, chamei seu nome e nada. Quando estava desistindo ouço uma voz: “ Deixe o gato perto da porta e vá embora, pois se passar disso não voltará.”. Será ela o ser parado na estrada? Será que ela havia pensado que peguei o gato dela e ficou com medo que eu acabasse fazendo algum mal à ela? Então, com uma voz tensa disse à ela: “Encontrei o gato na estrada, vi que estava perdido, achei que talvez... possivelmente... ele havia fugido daqui.”, senti um frio assustador na espinha e ouvi uma voz cada vez mais perto de mim que dizia “Deixe o gato perto da porta e vá embora, pois se passar disso não voltará.”. Fiquei assustado e resolvi deixar o gato na porta e sair. Quando me virei para sair dali vi algo na rua, não tinha uma forma definida. Não sei dizer o que era. A luz da rua estava fraca, então fui chegando mais perto e mais perto, quando olhei fixamente não havia mais nada.

Saí daquela casa aflito, com as pernas bambas, não conseguia entender o que havia de fato ocorrido. No dia seguinte, quando olhei, a casa vizinha, onde Ana morava, estava velha, toda destruída, sem vida. Perguntei para um outro vizinho o que tinha acontecido com aquela casa. Ele me olhou surpreso e respondeu: “Há mais de cinco anos essa casa está assim, você nunca reparou?” Então, perguntei se ele sabia quem foi o último morador dali. E ele me respondeu: “Não me lembro muito bem... mas, parece que foi uma senhora com seu gato... faz muito tempo e não sei exatamente o que possa ter acontecido com ela, não a vejo há muitos anos”.

Então, saí dali me perguntando: “Será que foi apenas um sonho? O que de fato ocorreu naquele lugar? Fui até a estrada, olhei para um lado e para o outro, fixei os olhos para cima e então pensei: “O que será que aconteceu aqui? Será que tudo não passou de ilusão? Ou será que foi real?

Me lembrei que tenho que buscar o Sebastião, meu gato. Deixei ele na casa da Ana, minha vizinha... pera aí... o quê???... Sebastião...???

Autor: Murilo Gomes

Mais Artigos

Envie seu comentário

Siga-nos

TwitterGoogle PlusYouTube

Apoiadores

Padrim
Anúncie conosco também, clique aqui

BluIce for Android

BluIce for Android
Utilize um leitor de QR Code ou pressione sobre a imagem acima!